/pravoce /música

Convênio com Cristo

Álbum

Letra

 

 

O Nordeste ergueu a voz

Em forma de uma canção

Falando de Conselheiro

Humanizando o sertão

Sem esquecer irmã Dulce

E Padre Cícero Romão

 

Lembrando de Camafeu

Personagem consagrado

Nas telas de Caribé

Nos livros de Jorge Amado

E Rodolfo Cavalcanti

Folheteiro do mercado

 

Dentro de cada um de nós

Tem um pequeno sertão

Lugar que Mãe Menininha

Botou folha de infusão

E jogou brasas do turíbulo

Que defumou a nação

 

Lugar que Xangó escolhe

Para acender sua chama

Onde Zé do Patrocínio

Castro Alves e Luís Gama

Encontraram as peças-chaves

Que findaram o nosso drama

 

Olhar para dentro de nós

É aceitar a verdade

É sentir a dor do próximo

Servir à comunidade

Fazer convênio com Cristo

E viver a realidade

 

Moro embaixo do chapéu

Sigo o rumo do nariz

Só de velhice ou saudade

Se morre no meu país

Quem faz as coisas que eu faço

Só pode é viver feliz

 

Todo caminho dá na venda

Por isso não me confundo

Morador perto é vizinho

Usura é saco sem fundo

Cada qual é bom no seu

Cada cabeça é um mundo