/pravoce /música

Shaulin Nagô

Álbum

Letra

Quem vem de lá render
Eu sou mulher rendeira
Costumo defender
QUem vem me render

Você não corre perigo
Me abrace amigo
Sou o seu melhor sabor
Enfeitada de amor

Não precisa lareira
Deita aqui na estrela
Que eu te levo aonde vou
Trago Alá de lá
Te enrolar na lã
Já nasci sendo sua fã

Quem vem de lá render
Eu sou mulher rendeira
Costumo defender
QUem vem me render

Seja meu caramelo
Seja a paz de um império
Lua cheia de avelã
Um guerreiro de Tupã

Antes que adormeça
No soar das trombetas
Caia por cima de mim
Como um lutador
Um Shaulin Nagô
Por um lado pecador

Caia nessa roda
Venha se pintar
Deite no meu colo
Vem se apaixonar

Valeu, valeu, valeu, valeu
Valeu, levar…
Valeu, valeu, valeu, valeu
Valeu, levar…

Venha, venha, venha!

Ouça